capa blog carro eletrico

Carro elétrico: conheça os tipos e benefícios deste modelo

Mais de 60% dos brasileiros pretendem comprar um carro elétrico em um futuro próximo. Esse dado descoberto pela pesquisa encomendada do Itaú Unibanco no portal Uol, nos mostra como existe o desejo de compra desse novo tipo de veículo nas pessoas.

Infelizmente, no momento atual, ainda são poucos os que possuem renda financeira alta para conseguir adquirir um carro elétrico. Mas, como um dos planos futuros do mercado é que esses veículos comecem a se tornar mais em conta ao bolso do cidadão, daqui a alguns anos teremos diversos carros elétricos circulando pelas ruas do país.

Com esse novo tipo de veículo sendo utilizado, a mobilidade urbana vai trabalhar melhor em conjunto ao meio ambiente apresentando vários benefícios. Por isso, esse é o assunto do artigo de hoje, continue a leitura para saber tudo sobre o carro elétrico!

Como surgiu o carro elétrico?

De acordo com uma reportagem do Estadão, é difícil dizer quem foi o responsável por criar o carro elétrico. Na verdade, podemos dizer que várias pessoas ao decorrer do tempo ajudaram no surgimento desse veículo.

O primeiro foi o inventor inglês Robert Anderson, em 1800, que desenvolveu um protótipo do carro elétrico. Mas os experimentos de Anderson não deram certo e ficaram por ali mesmo. Por volta de 1890, surge outro inventor, William Morrison que passou a estudar o armazenamento de energia em baterias. Assim, ele desenvolveu um vagão eletrificado, que chegava a 14 quilômetros por hora.

O vagão de Morrison acabou impulsionando que mais inventores estudassem sobre o assunto. Após dez anos, quando os automóveis eram algo recente na sociedade, lá em Nova York foram desenvolvidos os primeiros táxis movidos a bateria.

Como esses carros não emitiam poluentes e eram mais silenciosos, o interesse aumentou em empresários ligados a montadoras de carros, mas ainda era muito caro desenvolver e vender um veículo desse modelo.

Entretanto, em 1914 surgiu o famoso Ford T, fabricado por Henry Ford, esse modelo virou um ícone e passou a ser muito vendido. Devido a esse carro ter um valor acessível em conjunto com os preços populares do combustível na época, o interesse nos carros elétricos foi se perdendo.

Em 1930, havia poucos modelos elétricos rodando em vista dos vários carros a combustão. Segundo a reportagem do Estadão, os veículos elétricos retornaram ao interesse, meio que timidamente lá por 1990, em razão do acordo ambiental “Veículos Emissão Zero da Califórnia (EUA)”.

O acordo beneficiava as montadoras, e funcionava da seguinte forma: as empresas que produzissem e vendessem os carros elétricos conseguiam benefícios a serem dados pelo Governo. Mesmo assim, não foi o suficiente para dar o impulso que faltava à popularização do modelo.

Apenas em 2006, a Tesla começou a produzir alguns veículos elétricos, desde então esses automóveis voltaram a ficar em evidência e as outras montadoras passaram a colocar no mercado seus próprios modelos do segmento.

Entenda o funcionamento do carro elétrico

Pelo próprio nome dá-se a entender que o carro elétrico funciona devido a eletricidade, mas não é apenas isso. Segundo o Tecnoblog, site de tecnologia, há um mecanismo composto por peças que são responsáveis pela geração da corrente elétrica.

Esse mecanismo tem em seu interior quatro peças essenciais: a bateria, o motor de indução, o inversor e o sistema de recuperação de energia. Primeiramente, a bateria (recarregável) vai armazenar a energia elétrica para o carro funcionar.

Depois vem o inversor, que vai receber a corrente elétrica da bateria e transformá-la em corrente alternada até o motor de indução. Assim, quando a partida for dada, a eletricidade armazenada vai acionar os motores, fazendo as rodas girarem e dessa forma o carro entrar em movimento.

Após o condutor gastar a carga da bateria, indo e retornando de seu trajeto, o carro terá de ser “recarregado” pela tomada em sua casa para funcionar novamente.

Leia também: Guia dos amortecedores: saiba tudo como funcionam!

Tipos de carro elétrico

Com o desenvolvimento do carro elétrico, durante o decorrer do tempo foram surgindo outros modelos do segmento. Atualmente os tipos de veículos elétricos disponíveis são:

Totalmente elétrico

Como o próprio nome sugere, esse veículo move-se apenas com a ajuda da eletricidade, tendo de ser recarregado assim que sua carga chega ao fim para rodar novamente.

Híbridos

Os híbridos funcionam tanto com combustível quanto energia elétrica, mas a força predominante nesse modelo ainda são os combustíveis fósseis. Quando a bateria acaba, precisa ser recarregada por um sistema próprio de recuperação de energia para continuar funcionando e não por uma fonte, como o totalmente elétrico.

Híbrido plug-in

O último sistema, o híbrido plug-in, é parecido com o híbrido, que funciona com combustível e eletricidade. Entretanto, se a energia deste acabar, o condutor pode abastecer o carro com gasolina e mesmo assim continuar rodando pela estrada, sem se preocupar com a bateria elétrica do sistema estar descarregada.

Como é recarregada a bateria do carro elétrico?

Depois de rodar com o carro elétrico e retornar a sua casa, o condutor pode fazer o recarregamento da bateria em uma tomada normal, tanto de 220V a 120V. Mas, infelizmente demora cerca de até 20h para o veículo estar 100% carregado para funcionar novamente.

Por isso, o mercado desenvolveu o “Wallbox”, um carregador que o condutor compra para usar em sua casa que realiza o carregamento em até 4 horas.

Outro modo de fazer o recarregamento é nos chamados eletropostos, que são postos de combustíveis especializados no carregamento elétrico. Nesses locais a recarga é feita de forma mais rápida, em aproximadamente 40 minutos de espera.

Benefícios de usar o carro elétrico

Mesmo com o carro elétrico começando a se tornar mais popular na sociedade, são poucas as pessoas que sabem os benefícios de possuir um automóvel deste modelo. Por isso, reunimos as quatro principais vantagens para você ter conhecimento, são elas:

Menos poluente ao meio ambiente

Como o carro elétrico utiliza a energia como força para se movimentar, tende a ser menos poluente em comparação aos carros que utilizam combustíveis fósseis, como gasolina e etanol. Para se ter ideia, em comparação aos modelos tradicionais, o elétrico reduz o dióxido de carbono em 33% ao rodar pelas estradas.

Eficiência ao rodar

Os modelos elétricos são muito mais eficientes ao rodar, devido ao mecanismo do motor conseguir fornecer a energia da melhor forma, seja ao acelerar ou desacelerar o automóvel. Um exemplo clássico de como o automóvel tradicional consome muito é em casos de engarrafamento, ao andar e parar frequentemente.

O elétrico nesse caso não consome mais energia, ao andar e parar o esforço realizado é menor, sendo utilizado apenas a força necessária do motor.

Motor mais silencioso

Como o carro elétrico não realiza a queima de combustível, nem possui um sistema de escape, reduz muito o barulho ao rodar. Os motores elétricos são acionados em silêncio, fazendo o mínimo de barulho para aumentar a sensação de bem-estar ao andar neles.

Para se ter ideia do quanto os ruídos são baixos, a União Europeia notificou as montadoras para que criassem um barulho artificial nos carros elétricos. O objetivo é para que os pedestres e outros motoristas consigam ouvir a aproximação desse tipo de carro e não ocorram acidentes.

Redução de custo com combustível

Entre todos os combustíveis fósseis utilizados, a energia elétrica se sobressai como mais barata ao condutor. Além disso, mesmo no caso de recarregar um carro elétrico, o valor a ser gasto em energia fica menor do que abastecer um veículo tradicional. Assim, o condutor desse tipo de veículo acaba tendo uma redução no custo com o combustível.

Outro ponto interessante é que também passa a ser eliminado o gasto com troca de óleo, devido aos motores elétricos não precisarem desse produto para manutenções.

Saiba mais sobre: AWD e 4WD: entenda a diferença entre tração de cada sistema

Carro elétrico no Brasil: empresas já utilizam em suas frotas

Os veículos elétricos estão conquistando espaço também nas empresas, que estão adicionando-os à sua frota. Os segmentos são os mais variados, empresas do ramo de alimentação, móveis, decoração, comércio eletrônico, entre outras já possuem veículos elétricos realizando suas entregas.

A razão para a escolha desses veículos, para fazer parte das frotas, é auxiliar na redução de emissão do dióxido de carbono. Além de, transmitir aos clientes e fornecedores que a empresa em questão sabe qual seu papel para ajudar em uma sociedade mais sustentável.

Entre as empresas que possuem veículos elétricos em suas frotas hoje, estão: Mercado Livre, Amazon, Panvel, Americanas, Ifood, entre outros.

Dúvidas frequentes sobre o carro elétrico

É compreensível que ainda há várias dúvidas a respeito do carro elétrico, por isso, reunimos algumas das mais frequentes para responder e te ajudar:

Quais os carros elétricos disponíveis no Brasil?

Atualmente diversas marcas oferecem os carros elétricos no Brasil, temos como modelos desse segmento os seguintes: Audi RS e-tron GT;     Audi e-tron Sportback; Audi e-tron; BMW i3; BMW iX; BYD Tan; Caoa Chery Arrizo 5e; Chevrolet Bolt; Fiat 500e; JAC E-JS1;  JAC E-J7;  JAC E-JS4; JAC iEV40; Jaguar I-Pace; Mercedes-Benz EQC; Mini Cooper S E; Nissan Leaf; Peugeot e-208; Porsche Taycan; Renault Zoe E-Tech; Volvo C40 Recharge Pure Eletric e Volvo XC40 Recharge Pure Eletric.

Qual a média de valor de um carro elétrico?

Para comprar um carro elétrico é preciso possuir um bom dinheiro em mãos, os modelos mais baratos atualmente estão na faixa de R$ 160.000, enquanto os mais caros chegam até o valor de R$800.000.

Qual país tem mais carros elétricos?

A China é o país que possui mais carros elétricos rodando no mundo, segundo o portal EP, as vendas desses veículos triplicaram em 2021 para 3,4 milhões. Para se ter ideia, foram vendidos mais automóveis elétricos na China do que em todo o mundo, ao comparar com o ano de 2020.

banner consultor

Conclusão

O carro elétrico ainda está longe de ser acessível em comparação aos automóveis tradicionais, mas o que se espera no futuro é que cada condutor possa ter condição de comprar um modelo deste para tornar o trânsito mais sustentável.

Dirigir um carro elétrico além de ajudar o condutor a se locomover pela cidade, também trabalha em conjunto com o meio ambiente, poluindo menos e auxiliando a preservar os recursos naturais com mais consciência.

Esperamos que você tenha gostado de saber um pouco mais sobre os carros elétricos. Continue acompanhando nossos conteúdos, é só nos seguir nas redes sociais. Estamos no FacebookInstagram e LinkedIn.

#RodamosJuntos

#carroeletrico, #inovação, #tecnologia, gestão de frota, transporte


Redação LW Tecnologia

O conteúdo publicado e postado no blog é produzido pela equipe de marketing digital da LW Tecnologia. A qual conta com especialistas para abordar os assuntos da melhor forma possível aos seus leitores.


Desenvolvemos uma nova maneira de visualizar, gerir e pagar os débitos veiculares recebidos pelas empresas. Através da tecnologia automatizamos a sua gestão.

Endereço
Rua XV de Novembro, 621 – 2.º andar | Centro, Curitiba – PR, 80020-310

Telefone
+55 41 3501-8315